Dia Internacional do Biodiesel: o que é e como surgiu?

Explicamos o que é o biodiesel, como surgiu, de que forma é produzido e quais são os principais benefícios desta commodity de energia renovável.

10 de agosto de 2023

hEDGEpoint Global Markets

No dia 10 de agosto, é comemorado o Dia Internacional do Biodiesel. A data é uma homenagem a essa fonte de energia renovável e visa à conscientização sobre a importância dos combustíveis não fósseis.

As preocupações cada vez mais acentuadas com as questões sociais, econômicas e ambientais são uma tendência no mercado de commodities e tornam o biodiesel uma alternativa para diversificar o mercado de energia. Em países como o Brasil, a sua produção ganha força ano a ano, aumentando a participação dessa commodity que complementa a matriz energética.

Neste texto, explicamos tudo o que você precisa saber sobre o biodiesel!

O que é o biodiesel e de que forma é produzido?

O biodiesel é um combustível formado a partir do óleo vegetal ou da gordura animal, o que faz com que ele seja biodegradável e renovável. Por isso, é considerado uma commodity energética limpa e orgânica.

A sua produção pode ser realizada com metanol (em geral, sintetizado da biomassa de madeiras), resultando no éster metílico, ou com etanol, na forma de éster etílico (a partir da cana-de-açúcar). Nos dois processos, a glicerina é produzida como subproduto, o que pode elevar a competitividade do biodiesel, pois essa substância é matéria-prima na produção de tintas, adesivos, produtos farmacêuticos, etc. 

As matérias-primas para a fabricação do óleo vegetal (compõe o biodiesel) são variadas. Entre elas, podemos destacar óleos de soja, girassol, palma, algodão e milho, além de demais cultivos que variam conforme a aptidão agrícola e o clima específico de cada região. No caso da gordura animal, pode ser oriunda de sebo bovino, suínos e aves. 

Austin Hagerty, Chefe de Vendas – Energia EUA/América Latina.

“A indústria de biodiesel está exposta à volatilidade de preços em vários mercados de commodities devido à sua exposição inerente aos  mercados de Energia e Agrícola. Dado o cenário em constante mudança desse mercado, encontrar um gerente de riscos que compreenda os fundamentos que afetam os mercados de grãos, sementes oleaginosas e energia é crucial para formular uma estratégia adequada e abrangente de gerenciamento de riscos“, explica Austin Hagerty, Chefe de Vendas – Energia EUA/América Latina.

Como o biodiesel surgiu?

A história do biodiesel começa no ano de 1895, quando Rudolf Diesel e Henry Ford descobriram nos óleos vegetais um combustível para impulsionar o desenvolvimento industrial. Eles pesquisaram diversos combustíveis que pudessem ser utilizados em motores, como o álcool produzido a partir da biomassa. 

Essa iniciativa foi a porta de entrada para que, cem anos depois, o óleo vegetal fosse associado ao álcool. Assim, foi originado um processo químico chamado de transesterificação, caracterizado pela separação da glicerina do óleo vegetal. O resultado? A criação de um novo combustível de origem renovável, o éster de óleo vegetal, conhecido como biodiesel.

Biodiesel: diversificação da matriz energética

O uso do biodiesel é uma alternativa para diversificar a matriz energética de uma nação. Dessa forma, reduz a dependência exclusiva do petróleo como fonte de combustível. 

Os países podem, então, se tornar menos vulneráveis a variações nos preços do petróleo e interrupções na cadeia de fornecimento. Além disso, a produção do biodiesel está ligada a culturas agrícolas específicas para óleo, como soja ou palma, movimentando esse mercado significativamente.

O biodiesel também pode ser produzido a partir de gorduras animais e óleos de cozinha usados, reduzindo a quantidade de resíduos que seriam descartados inadequadamente. O desenvolvimento do biodiesel contribui, portanto, para impulsionar a agricultura e a economia como um todo, gerando oportunidades de emprego

Quais são os principais países produtores de biodiesel?

Em 2022, os principais países produtores de biodiesel, segundo o ranking da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA, sigla em inglês), foram:

  • Brasil: 5,9 bilhões de litros.
  • Estados Unidos: 4,8 bilhões de litros.
  • Indonésia: 3,3 bilhões de litros.
  • Alemanha: 1,4 bilhão de litros.
  • Argentina: 1,2 bilhão de litros.

Conforme relatório da Agência Internacional de Energia (IEA, sigla em inglês), o Brasil, a Índia e a Indonésia devem liderar o crescimento da demanda de biocombustível no mundo entre 2023 e 2024. Essas nações têm ampla disponibilidade de matéria-prima para expandir a produção, além de investirem no desenvolvimento de biodiesel para compensar parte das importações de derivados de petróleo.

Diesel renovável: aliado na transição energética sustentável

O diesel renovável costuma ser confundido com o biodiesel, que também é um combustível limpo, mas com propriedades químicas distintas. Chamado de diesel verde, pode ser produzido de diferentes formas, como:

  • A partir do hidrotratamento de óleos vegetais ou gorduras animais;
  • Da síntese de moléculas de gás de síntese obtido pela gaseificação de resíduos orgânicos;
  • Pela fermentação de cana-de-açúcar;

A sua composição é semelhante ao diesel derivado do petróleo. Por isso, pode ser combinado ao diesel mineral em qualquer proporção, até mesmo em substituição integral. O HVO, sigla em inglês para óleo vegetal hidrotratado (Hydrotreated Vegetable Oil), é um dos principais tipos de diesel renovável.

Ele é fruto da hidrogenação de óleos vegetais, de gorduras animais, de microorganismos e resíduos, como óleo de cozinha usado. O HVO é o terceiro biocombustível mais usado no mundo. Entre os seus benefícios, podemos citar: 

  • Isenção de contaminantes; 
  • Possui maior estabilidade, o que garante menos problemas no armazenamento e no uso em motores a diesel;
  • Reduz riscos como entupimento de filtros, bombas e bicos injetores, aumentando a vida útil dos veículos;
  • Tem elevado número de cetano, o que aprimora a qualidade da combustão no motor.

No gráfico, você confere a estimativa de produção do diesel renovável.

No gráfico, você confere a estimativa de produção do diesel renovável.

Fonte: Agência Internacional de Energia

hEDGEpoint: qual a importância de gerenciar riscos neste mercado?

O mercado do biodiesel está sujeito a uma série de fatores e pode ser muito volátil. Uma das suas principais variações está nos preços das commodities agrícolas, que afetam diretamente os custos de produção do biodiesel e podem sofrer ações do clima e da economia local e mundial.

Além disso, a demanda pode sofrer mudanças devido a novas políticas governamentais, causando oscilações nos preços. Neste cenário, torna-se crucial realizar o gerenciamento de riscos para o seu negócio. Com a hEDGEpoint, você conta com produtos de hedge. Aliamos inteligência de mercado com ferramentas de gestão de risco, oferecendo dados e insights. 

Entre em contato com um profissional da hEDGEpoint para saber mais.

O melhor conteúdo de gestão de risco de commodities entregue no seu e-mail!

Inscreva-se

Follow Us

 

Follow Us

   

hEDGEpoint ©️2021. All rights reserved.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from - Youtube
Vimeo
Consent to display content from - Vimeo
Google Maps
Consent to display content from - Google